segunda-feira, 20 de junho de 2011

TUDO

 Dava tudo e mais alguma coisa para que percebesses o que sinto por ti e como estou com esta situação.
 Posso parecer bem, soltar gargalhadas e dar sorrisos às pessoas que me rodeiam, mas o que está a tentar saltar cá para fora é um desespero enorme, que me vai deixar de rastos, com uma espécie de depressão cujo remédio é resolver as coisas pelo melhor.
 Sempre disse e volto a repetir não te quero perder por nada, o que se passa agora, é suposto ser resolvido e não dado por terminado- por talvez ser a solução mais eficás, mas não a mais fácil - de longe.
 Se isto se resolver, eu não quero que nos afaste mas sim que nos una como nunca.
 Gostava de saber se:

  • o que sentes agora por mim, é o que sempre disseste sentir
  • o sentimento aumentou ou diminui-o? 
  • o que não queres é perder-me como sempre me disseste? 
  • é isto o que queres na realidade?
 Tudo o que quero e sinto é o que sempre te disse que sentia e queria, não espero que isto seja como nos troques de magia que com um estalar de dedos tudo isto desaparece e tudo de bom aparece.
 O que mais quero neste momento é abraçar-te e não te largar mais.
 Quero que o que tem de ser mudado, mude para melhor para que tudo volte e que seja sempre perfeito, na realidade e não uma mera ilusão.
 Nem tudo é fácil, ninguém disse que ia ser, mas nós é que decidimos se tornamos tudo mais fácil, mais claro, mais transparente ou tornamos tudo num pedaço de carvão, negro, baço, sem vida.

Amo-te quer tenhas noção ou não, é o que sinto não posso esconder 

Sem comentários:

Enviar um comentário

*Escreve, quero saber o que me queres dizer.