sábado, 14 de maio de 2011

Conheces-me?

  Pensar que conhecemos as pessoas que nos rodeiam é pura ilusão, é um erro constante que por vezes nem nos apercebemos de estar a cometer... e por saber isso, hoje pergunto-me se tu me conheces, se me queres conhecer, ou se algum dia vais ter alguma nução do que gosto ou não gosto, se te vais lembrar do meu nome, do meu perfume ou até do meu rosto. 
  Era bom saber que conheces algo do meu Eu, saberes que gosto de praia, do verão e da primavera, de sinceridade, tranquilidade e agitação, de frontalidade, de respeito, de cor, da noite e do dia, de felicidade, de gritar e ficar em silêncio, que gosto de sorrir e rir á gargalhada num tom bem alto, que gosto de viver e ser feliz.
  Que detesto mentiras, traições, irresponsabilidade, injustiças, brincadeiras na hora errada, que gritem comigo logo de manhã, que façam de mim parva, que me tentem tirar a razão quando eu sei que a tenho, que falem de mim nas minhas costas, que me mandem calar.

Isto não é tudo o que sou mas é algo que faz parte de mim, agora já podes dizer que conheces parte do meu verdadeiro EU.

Não bastam 2 dedos de conversa para saberes quem sou é preciso bem mais do que isso.

Sem comentários:

Enviar um comentário

*Escreve, quero saber o que me queres dizer.