sexta-feira, 30 de julho de 2010

Constante



A dor alojo-se dentro de mim, de tal maneira que já não a sinto a magoar-me, porque ela passou a ser constante e a saudade maior a cada dia que passa, não sei que fazer mais, só sei que preciso de te ver, não sei quando, nem em que circunstancias, mas preciso.

será que pensas em mim? como eu penso em ti?
será que me queres ver? tanto como eu te quero ver a ti?
Será que me queres abraçar? tanto como eu te quero abraçar a ti?
Será que queres tudo de volta, como eu quero?


"sempre chegaremos ao lugar onde nos esperam", será que alguma vez vou chegar a um lugar onde tu estejas a minha espera?

Sem comentários:

Enviar um comentário

*Escreve, quero saber o que me queres dizer.