terça-feira, 20 de julho de 2010

Lua




Estive a observar a Lua e as estrelas, acompanhada de um cigarro, lembrei-me de ti e do que te disse, numa noite como esta, "Tu és como a Lua, estás sempre presente quando preciso", mas agora parece que desapareces-te, não sei nada de ti, já à algumas semanas e isso faz-me sentir triste, vazia e perdida. A única coisa que sei é que te quero, quero-te porque sim, quero-te porque preciso de ti a meu lado, parece um pedido impossível de alcançar, incomoda pensar assim.

"o maior erro do ser humano é tentar tirar da cabeça o que não sai do coração" e é isso que vai acontecer um dia, não sei quando, nem como, mas vai, vais sair da minha cabeça (talvez), mas nunca sairás do meu coração, porque é la que pertences, assim como a minha família e a minha melhor amiga, é de um lugar que por mais tempo que passe e por mais pessoas que conheça, nunca sairás.

Amo-te :$

Sim, continuo a amar-te.

2 comentários:

  1. deixa-me feliz só o facto de saber que perteço a esse cantinho especial ( o teu coraçao) , mas principalmente saber que pertenço e faço parte da tua vida em todos os momentos , posso não estar de corpo presente mas estou por télemovel ou algo do género :p , tal como tu na minha vida MELHOR AMIGA !

    " guarda esse amo-te para alguém que realmente o merece , pois é demasiado especial para alguém que já desistiu dele ;) "


    XICA & BIA !

    ResponderEliminar
  2. muito bonito este texto :')

    Vera Lúcia

    ResponderEliminar

*Escreve, quero saber o que me queres dizer.